A melhor hora do dia para o exercício é diferente para homens e mulheres

0
513

Um novo estudo sugere que a melhor altura do dia para a prática de exercício físico difere segundo o género.

De acordo com o NewAtlas, a equipa descobriu que, para os homens, o exercício noturno era mais eficaz do que o matinal.

Para as mulheres, no entanto, a melhor altura do dia para exercício depende dos resultados que queiram obter.

Para o novo estudo, publicado na Frontiers em Maio deste ano, os investigadores do Skidmore College propuseram-se a investigar os efeitos do exercício em diferentes alturas do dia, com particular incidência nas diferenças entre homens e mulheres.

Os resultados são curiosos, sugerindo que para os homens o exercício à noite era a melhor opção, enquanto que para as mulheres dependia dos resultados que queriam obter.

“Aqui mostramos pela primeira vez que, para as mulheres, o exercício durante a manhã reduz a gordura do ventre e a pressão arterial, enquanto que o exercício à noite nas mulheres aumenta a força muscular superior do corpo, a potência e a resistência, e melhora o humor geral e a saciedade nutricional”, disse o autor principal do estudo, Paul Arciero.

“Mostramos também que, para os homens, o exercício noturno baixa a tensão arterial, o risco de doenças cardíacas, e sentimentos de fadiga, e queima mais gordura, em comparação com o exercício matinal”.

O estudo envolveu 27 mulheres e 20 homens submetidos a um programa de exercício de 12 semanas que a equipa tinha anteriormente desenvolvido chamado RISE.

Os participantes eram treinados por profissionais em sessões de 60 minutos, quatro dias por semana, e cada treino era centrado na resistência, intervalo de sprint, alongamento ou treino de resistência.

A única diferença era se exercitavam entre as 6:30 e as 8:30 da manhã, ou entre as 18 e as 20 horas, e todos seguiam um cuidadoso plano de refeições.

Todos os participantes tinham idades compreendidas entre os 25 e 55 anos, eram saudáveis, de peso normal e tinham estilos de vida altamente ativos.

No início da prova, foram avaliados pela sua potência aeróbica, resistência muscular, flexibilidade, equilíbrio, força e potência corporal superior e inferior, e capacidade de saltar.

Outras medidas de saúde, como pressão e rigidez arterial, relação de troca respiratória, distribuição e percentagem de gordura corporal, e biomarcadores sanguíneos, foram comparados antes e depois do ensaio, bem como questionários sobre o seu humor e saciedade alimentar.

Embora a saúde e o desempenho de todos os participantes tenham melhorado ao longo do ensaio, independentemente da hora e do dia em que exercitaram, parece ter havido algumas diferenças no grau de melhoria de algumas medidas.

O estudo descobriu que todas as mulheres no ensaio baixaram a sua gordura abdominal, da anca e total do corpo, bem como a redução da pressão arterial, mas o grupo de exercício matinal mostrou maiores melhorias.

Porém, apenas os homens que fizeram exercício à noite registaram melhorias no seu colesterol, pressão sanguínea, relação de troca respiratória e oxidação de hidratos de carbono.

A equipa diz que o estudo poderia ajudar a informar as pessoas sobre quando devem fazer exercício durante o dia, com base no seu género ou nos resultados que querem obter.

No entanto, é relevante notar que o exercício regular é importante — independentemente da hora a que se faz.

  Inês Costa Macedo, ZAP //

Deixe um comentário