Cientistas descobrem verdadeira função das adagas da Idade do Bronze

0
2381

Gary Todd / Wikimedia

Uma equipa de cientistas analisou resíduos orgânicos presentes em punhais europeus da Idade do Bronze e descobriu que as adagas não eram usadas uma vez que símbolos de identidade e regime. Tinham também um propósito prático.

Até agora, a comunidade científica pensava que as adagas desempenhavam uma função meramente cerimonial, nomeadamente para simbolizar o status social e a identidade do seu proprietário.

Leste entendimento era fundamentado no facto de muitos guerreiros da Idade do Bronze terem sido enterrados com os seus punhais, por exemplo.

Recentemente, uma equipa de cientistas da Universidade de Newscatle, no Reino Unificado, conseguiu ir além destas interpretações e chegar a uma desfecho dissemelhante: depois de compilarem várias evidências químicas, os investigadores descobriram que as lâminas de cobre eram usadas para trinchar animais.

Dadas as dimensões dos punhais, estes instrumentos seriam mais adequados não no contexto da caça, mas no da preparação da músculos — que inclui a retirada da pele e dos ossos, por exemplo — antes de consumo.

Segundo o Science Daily, leste é o primeiro estudo a extrair amostras orgânicas passíveis de estudo laboratorial a partir de materiais feitos de cobre, através de um método revolucionário de investigação de instrumentos antigos.

“A pesquisa revelou que é provável extrair e caracterizar resíduos orgânicos de metais antigos (…) Leste é um progresso significativo já que o novo método permite a estudo de uma ampla variedade de ferramentas e armas de liga de cobre de qualquer lugar do mundo”, disse a arqueóloga Andrea Dolfini.

As possibilidades são infinitas, assim uma vez que as respostas que o novo método pode e vai fornecer no porvir”, acrescentou ainda a investigadora.

O cláusula científico foi publicado, em abril, na Scientific Reports.

  ZAP //

Deixe um comentário