Cientistas desvendam um mistério sobre a origem da vida na Terreno

0
5384

A pesquisa sugere que o fósforo, que é um componente importante para a vida, surgiu na Terreno graças à chuva do mar.

Um novo estudo publicado na Nature Communications pode finalmente ter revelado porquê o fósforo se tornou um componente importante para a vida na Terreno.

A pesquisa sugere que a chuva do mar no período pré-histórico pode ter sido a nascente do fósforo. O fósforo é um componente crucial do ADN e do RNA, que são a base da vida. No entanto, é um elemento relativamente vasqueiro e também é relativamente inacessível na sua forma mineral, sendo de difícil rescisão na chuva.

As circunstâncias precisas para o surgimento do fósforo têm sido muito debatidas. Para tentarem interpretar oriente mistério, os cientistas usaram um padrão geoquímico para simularem as condições da Terreno no seu início e entenderem porquê a vida veio a depender do fósforo e o tipo de envolvente em que oriente elemento se desenvolveu.

No laboratório, os cientistas recriaram a chuva do mar pré-histórica e fizeram experiências numa atmosfera sem oxigénio. A teoria surgiu depois de os cientistas analisarem as águas que banham os depósitos de sedimentos no mar báltico moderno, que são altas em fósforo e ferro, relata o SciTech Daily.

Nas experiências, os autores juntaram quantidades diferentes de ferro a um leque de amostras de chuva do mar sintética e testaram quanto fósforo a mistura conseguia suportar antes de se formarem cristais que se separassem do líquido. Depois usaram estes dados para construírem um padrão que podia prever quanto fósforo a chuva do mar conseguia ter dissolvido nestas condições.

Os resultados sugerem que a chuva do mar por si só pode ter sido uma grande nascente de fósforo. Hipóteses anteriores sugeriam que o fósforo teria surgido em ambientes especiais, porquê lagos alcalino, nascentes vulcânicas ácidas ou até em minerais raros encontrados só em meteoritos.

“Isto pode realmente mudar a forma porquê pensamos sobre os ambientes em que a vida se originou. Isto não significa necessariamente que a vida na Terreno começou na chuva do mar, mas abre muitas possibilidades sobre porquê a chuva do mar poderia ter fornecido foósforo para diferentes ambientes”, explica Nick Tosca, responsável do estudo.

Os resultados também podem ter implicações na procura pela vida além da Terreno. As simulações das águas superficiais que atravessam as  rochas na superfície marciana sugerem que a chuva rica em ferro também pode ter gerado fósforo neste envolvente.

  ZAP //

Deixe um comentário