Combate generalizada em estádio no México deixa mais de vinte

0
4850

Pelo menos 26 pessoas, sendo 24 homens e duas mulheres, foram hospitalizadas depois da brigada generalizada entre torcedores do Querétaro e do Atlas, durante um jogo dos times pelo Campeonato Mexicano no último sábado (5), no estádio La Corregidora.  

Segundo Mauricio Kuri, governador do estado de Querétaro, em entrevista coletiva neste domingo (6), três das vítimas estão em estado grave e 10 em situação delicada. Ainda não há informações sobre mortos.  

De negócio com a prelo mexicana, seguranças do estádio de Querétaro teriam possibilitado ingressão dos torcedores da lar ao setor dos torcedores do Atlas, que estavam em menor número. Aos 18 minutos do segundo tempo, a pendência foi parar no gramado. 

Repercussão 

Mauricio Kuri, governador do estado de Querétaro, afirmou em sua conta no Twitter que condena “veementemente a violência no Estádio La Corregidora. A empresa proprietária e instituições devem responder pelos fatos. Dei instruções para empregar a lei com todas as suas consequências. Em Querétaro não há impunidade”. 

A Federação Mexicana de Futebol também comunicou que “lamenta e condena os acontecimentos ocorridos”. Também disse, por meio de um enviado, que “o futebol deve ser um espaço de convívio saudável onde qualquer tipo de violência é inadmissível. A FMF acompanhará e auxiliará no processo de investigação junto às instâncias correspondentes para que os responsáveis sejam punidos de forma réplica”. 

A Liga Mexicana anunciou a suspensão do curso da rodada do Campeonato Mexicano e informou que deu início à uma investigação para apurar o caso.

Edição: Vivian Virissimo

Natividade: Brasil de Indumento

Deixe um comentário