Encontrado o túmulo de sacerdote que previa o horizonte no voo dos pássaros

0
1426

Anfiteatro de Pérgamo

Na antiga cidade de Pérgamo, na Turquia, atualmente conhecida porquê Bergama, foram encontrados recentemente vários artefatos e monumentos. Um dos últimos é o túmulo do sacerdote Markos, que utilizava o comportamento dos pássaros, o seu voo e os seus cânticos para prognosticar o horizonte.

A prática do oráculo dos pássaros era generalidade na região, que desde 2014 faz troço do Património Mundial da UNESCO. A cidade é mencionada no Novo Testamento porquê um locais onde seriam erguidas as Sete Igrejas do Apocalipse – ou as Sete Igrejas da Ásia. Numa passagem do livro de Apocalipse, é apontada porquê a “sede de Satanás”.

De simetria com o Daily Sabah, o túmulo contém uma série de artefatos, incluindo uma empola – usada para velar chuva benta e óleos usados em rituais -, um frasco de perfume, um prato, uma vela e um estrígil – instrumento utilizada para limpar o óleo e areia do corpo.

O túmulo foi revelado no Templo de Asclépio, deus da Medicina. Na Antiguidade, vários santuários foram erigidos em seu nome, mormente no final do Período Helenístico e Greco-romano. Uma matrícula na tumba permitiu aos especialistas deslindar que oriente pertencia a Markos, sacerdote que viveu no século II.

“Um dos dados mais importantes [encontrados] na escavação foi a matrícula na pedra (…), tinha o nome do proprietário. Markos, rebento de Tófimo. Já conhecíamos o nome Markos porque nos deparámos com o mesmo durante outra escavação na extensão”, indicou Ulrich Mania, arqueólogo do instituo Arqueológico Boche, que trabalha no lugar há três anos, citado pelo Ancient Origins.

Tendo por base o padrão de voo das aves, os seus cânticos e comportamentos, o sacerdote adivinhava os desejos dos deuses mitológicos. Desta forma, funcionava porquê um oráculo que previa o horizonte, tendo sido uma figura muito importante na cidade de Pérgamo.

“Há muito túmulos e não sabemos a quem pertencem. Talvez possamos encontrar ossos, cinzas ou alguns pertences, mas não sabemos a quem pertencem. Se oriente pertence a um oráculo, a um sacerdote de regime superior, [encontrá-lo] é um marco”, acrescentou o professor Ulrich Mania.

A ornitomancia é a prática de ler presságios nas ações dos pássaros, seguida em muitas culturas antigas, incluindo a dos gregos, e é equivalente ao profecia empregado pelos romanos antigos. Os hititas já a praticavam no século XIII a.C., tendo sido estes que a apresentou aos gregos.

Os textos de Hesíodo e de Homero também faziam referência a esta prática. Na Odisseia, de Homero, uma águia voa três vezes com uma pomba morta na garra, uma indicação da chegada de Ulisses e da morte dos pretendentes da sua esposa.

  Taísa Pagno //

Deixe um comentário