Esqueletos algemados podem recontar a história da antiga Atenas

0
1803

Ministério da Cultura da Grécia

Esqueletos algemados encontrados em Faliro.

Investigadores acreditam que vários esqueletos algemados encontrados em Faliro podem ajudar a recontar a história da antiga Atenas.

Arqueólogos estão a estudar esqueletos algemados encontrados num velho cemitério na cidade de Faliro, em 2016. Os especialistas acreditam que os sobras mortais encontrados podem ajudar a entender a subida da cidade-estado de Atenas.

Oriente lugar na cidade portuária de Faliro contém mais de 1.500 esqueletos, que remontam aos séculos VIII-V aC. É um dos maiores sítios arqueológicos de toda a Grécia.

De entendimento com o Greek Reporter, os esqueletos com as mãos algemadas detrás das costas em valas comuns são considerados importantes para entender as políticas de Atenas na fundura e porquê é que a cidade-estado foi estabelecida.

Entre os achados, há esqueletos enterrados de diferentes formas, desde simples covas a crianças enterradas em grandes vasos. Há ainda exemplos de cremações e uma pessoa que foi enterrada num navio de madeira a fazer de caixão.

No entanto, os esqueletos algemados intrigam os cientistas, porque são casos raros. Os arqueólogos acreditam que pode indicar punição, escravidão ou pena de morte.

A equipa de cientistas acredita que a estudo dos esqueletos pode ser reveladora de um momento crítico na história da Grécia antiga, pouco antes da subida da cidade-estado de Atenas.

Um dos objetivos da pesquisa é instaurar se os esqueletos encontrados são vítimas da matinada política que precedeu a subida da democracia ateniense. Os investigadores também pretendem averiguar os enterros das crianças para saber mais sobre a puerícia na fundura.

A estudo dos esqueletos também vai oferecer uma visão sobre a dieta dos atenienses. Por término, os cientistas querem perceber as diferenças entre os enterros e as distintas classes sociais.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe um comentário