Historiador real revela provável libido de Isabel II envolvendo Harry e Meghan

0
5237

(h) Chris Allerton / SussexRoyal

O recém-nascido real de Harry e Meghan Markle é apresentado à avó, a rainha Isabel II. Na foto, também o príncipe Filipe e a mãe de Meghan, Doria Ragland

O historial real britânico Robert Hardman diz que Isabel II certamente gostaria que Harry e Meghan se reconciliassem com a restante família.

No início de 2020, o príncipe Harry e a duquesa de Sussex, Meghan Markle, anunciaram o seu isolamento da família real, num incidente que ficou espargido porquê “Megxit”. Apesar de inesperada, a decisão não foi surpreendente, dada o clima tenso entre o par e a restante família britânica.

Antes disso, Harry já tinha anunciado a vontade de ter a sua “independência financeira” com Meghan, e de viver uma secção do ano na América do Setentrião.

“Depois de muitos meses de reflexão e discussões internas, decidimos fazer uma transição oriente ano para começarmos a erigir um novo papel progressivo nesta instituição. Queremos recuar enquanto membros seniores da família real e trabalhar para nos tornarmos financeiramente independentes”, declararam, na profundidade, os duques de Sussex.

O historiador real Robert Hardman falou à revista People sobre o relacionamento do príncipe Harry e da rainha Isabel II e revelou um dos possíveis desejos da falecida rei. Hardman disse que a rainha gostaria que Harry se reconciliasse com a família real.

“Acho que ela era um dos canais entre Windsor e a Califórnia, e seria um dos seus maiores desejos que [a família] resolvesse as coisas”, disse o historiador à People.

Já depois do par ter anunciado o isolamento da família real, a entrevista de 2021 com Oprah Winfrey só veio piorar a relação entre ambas as partes.

Na entrevista, Harry e Meghan disseram que membros da família real fizeram comentários racistas sobre o seu fruto, Archie; desconsideraram a saúde mental e o bem-estar de Meghan; Kate Middleton fez Meghan chorar durante a semana do seu consórcio; e o rei cortou financeiramente o par depois o seu isolamento.

Apesar de tudo, o jovem par sempre manteve uma boa relação com a rainha até à sua recente morte. Além de falarem regularmente por videochamada, deram o nome de Lilibet à sua filha — que era a cognome de Isabel II entre a família.

Agora, o provável libido de Isabel II de ver a família reunida pode estar estar muito guiado para se concretizar.

Dois dias depois a morte da rainha, o novo príncipe de Gales convidou Meghan e Harry para um passeio com ele e Kate Middleton, reunindo os casais pela primeira vez em anos.

  ZAP //

Deixe um comentário