Hollywood traz milhões de euros para Portugal (e ainda há mais por vir)

0
2078

Concierge.2C / Wikimedia

Monsanto foi cenário de gravações da prequela de ‘A Guerra dos Tronos’.

Portugal tem sido, cada vez mais, escolhido como cenário de gravações de várias produções de Hollywood, que prometem trazer milhões de euros.

Uma parte das gravações do filme ‘Velocidade Furiosa 10′ vai ser rodada em Portugal. Estradas de montanha e o IP5, em Viseu, deverão ser palco de algumas das cenas que vão passar pelo norte e centro do país, mas também por Lisboa.

O recente anúncio faz parte de um movimento crescente em que se assiste à indústria de Hollywood a apostar em Portugal como cenário dos seus filmes.

A famosa saga ‘Velocidade Furiosa’ não é um exemplo inédito de gravações em Portugal. ‘La Casa de Papel’, ‘Color Out of Space’, ‘Damsel’ e ‘House of the Dragon’ — a prequela da série ‘A Guerra dos Tronos’ — são apenas alguns casos recentes.

Ao Correio da Manhã, a Portugal Film Comission (PFC) diz que a tendência é “crescente”, sendo que a indústria cinematográfica “pode vir a trazer milhões de euros” para Portugal nos próximos anos. Por enquanto, não há estimativas de valores.

A diretora executiva da PFC, Sandra Neves, explica que o fenómeno prende-se com o “gigantesco potencial dos cenários”, os incentivos criados em 2018 com o Fundo de Apoio ao Turismo e ao Cinema e o surgimento da própria comissão.

O programa Cash Rebate, um dos mais atrativos da Europa, oferece bonificações e vantagens às produtoras que escolham Portugal como pano de fundo para os seus trabalhos.

“O retorno pode ser imediato e direto – hoteleira, alimentação, serviços, contratação de técnicos e aluguer de equipamentos e material audiovisual mas também indireto, porque depois das estreias vêm os fãs, curiosos por conhecer os cenários de gravações”, diz Sandra Neves ao Correio da Manhã.

Sofia Noronha, da produtora Sagesse Productions que está envolvida nas gravações do ‘Velocidade Furiosa 10’, diz que estão envolvidas 600 a 700 pessoas, entre profissionais portugueses e estrangeiros.

“Este tipo de produções abrange vários setores, carpintaria, construção, maquinaria, guarda-roupa, pequenos negócios, é uma área bastante completa”, apontou Sofia Noronha em declarações à Lusa.

Sofia Noronha repara que este tipo de produções de grande orçamento têm “um enorme impacto economicamente, porque é investimento direto no país”.

  ZAP //

Deixe um comentário