Invenção em praia australiana pode ser pénis gigante de baleia

0
5282

Envato Elements

Baleia-Jubarte

Um enorme tentáculo cor-de-rosa foi revelado numa praia na Austrália e atraiu especulações sobre que tipo de bicho tem um pedaço a menos.

A “segmento gigante de um bicho” foi encontrada e filmada por Afri Gregory, uma utilizadora do TikTok e, desde logo, tornou-se viral, com milhões de teorias e especulações sobre a possibilidade de ser um pénis de baleia.

“É enorme, vejam! É do tamanho da minha perna. Ew. Que nojo!” gritou Gregory enquanto gravou o vídeo numa ilhota ao largo da costa perto de Townsville.

@bootscootinaf Replying to @Dave as requested guys- here is a better video. What do you think it is? #australia #northqueensland #fyp ♬ original sound – moonlight 🌙✨

Vanessa Pirotta, zoóloga da Universidade Macquarie, sublinha que não sabemos realmente o que é o metro e meio de mesocarpo desmembrada.

“Pode ser qualquer coisa, desde um componente suculento de um bicho pelágico qualquer, tal porquê um fígado de um tubarão”, afirmou, em entrevista à Newsweek.

No entanto, Pirotta admite que a sua forma, tamanho e semelhanças parecem, de facto, comparáveis a um pénis gigante de uma baleia.

Embora os esqueletos de cetáceos se tenham apropriado há muito a uma vida de flutuação no oceano, a seleção sexual agarrou-se aos seus ossos pélvicos para dar aos seus robustos músculos do pénis um pouco a que se ancorarem.

Isto permite ao mamíferos marinhos um maior domínio dos do seu pénis, sugerindo que existe qualquer tipo de vantagem reprodutiva em ter um maior intensidade de controlo.

Levante movimento de destreza foi proposto porquê explicação para uma serpente marinha lendária. A tripulação do veleiro Pauline do século XIX testemunhou o que pensavam ser uma serpente marinha lutar um grupo de baleias em 1875.

Embora vislumbres de pénis de baleia possam ser uma boa hipótese, não há razão para pensar que todos os avistamentos de serpentes o são.

As baleias azuis (Balaenoptera musculus), o maior bicho espargido, também têm (naturalmente) o maior o pénis do reino bicho — com uma média de muro de 2,5 a 3 metros de comprimento.

Mas o concorrente mais provável, se um pénis é de facto o que estamos a ver naquela praia, é uma baleia jubarte (Megaptera novaeangliae), uma vez que estão atualmente nas águas australianas para procriar.

Os órgãos de acasalamento das baleias jubarte estão a ser estudados por investigadores já há vários anos, para compreenderem melhor os hábitos de acasalamento dos grandes cetáceos, segundo a Science Alert.

Em 1955, o examinação dos testículos das baleias permitiu aos investigadores concluir que são reprodutores sazonais, e o comprimento do pénis de uma baleia pode ser usado porquê um indicador do quão sexualmente maduro é o bicho.

Em 2002, investigadores filmaram 121 horas de diferentes baleias jubarte, capturando 13 casos de ereção dos animais. A partir daí, concluíram que a maioria das ereções ocorreu durante momentos de dominação masculina.

No entanto, as baleias jubarte não têm dentes, por isso um amante rejeitado não poderia ter feito um dano porquê aquele que se observa no vídeo.

A estudo das filmagens também descobriu que os machos solitários podem estender-se enquanto cortejam as fêmeas. Assim, talvez a recente invenção na praia australiana tenha tido origem num masculino solitário, que teve a infelicidade de fazer o seu cortejo perto de um predador, porquê uma orca.

A menos que um investigador analise pessoalmente os sobras encontrados na praia, o membro ignoto permanecerá um mistério.

“Isto proporciona uma oportunidade para as pessoas aprenderem mais sobre a reprodução de baleias ou outros componentes suculentos de animais que possam brotar em terreno”, salientou a investigadora.

“Consigo entender porque é que há pessoas em todo o mundo interessadas nisto, mas nós simplesmente não sabemos o que é o membro carnudo“, conclui Pirotta.

  Alice Carqueja, ZAP //

Deixe um comentário