Manadeira antiga do oxigénio que originou a vida invenção na crosta da Terreno

0
372

SoylentGreen / Wikimedia

A mistura das rochas fraturadas resultantes dos sismos e de chuva a altas temperaturas que se infiltrou pelas fissuras gerou chuva oxigenada, que terá sido uma das primeiras fontes de oxigénio para a vida na Terreno, ainda antes do surgimento da fotossíntese.

Um novo estudo publicado na Nature Communications descobriu uma manancial de oxigénio nas profundezas da crosta terrestre que pode ter influenciado a evolução da vida na Terreno antes do surgimento da fotossíntese.

A chuva oxigenada em altas concentrações pode prejudicar o surgimento da vida, mas também pode ser uma manancial útil de oxigénio para os micróbios. Esta manancial suplementar de oxigénio pode ter influenciado o início da evolução ou até originado a vida nos ambientes quentes no início da Terreno.

Nas regiões com maior atividade das placas tectónicas, o movimento da crosta da Terreno gera sismos e deixa a superfície enxurrada de rachas e fraturas, que se alinham com superfícies rochosas altamente reativas que contém vários defeitos. A chuva pode escorrer pelas fissuras e reagir com estes defeitos, escreve o SciTech Daily.

Para perceber o acontece nestas circunstâncias, a equipa simulou as condições em laboratório, esmagando amostras de granito, basalto e peridotito — rochas que já existiam quando a crosta da Terreno ainda era jovem — e misturando-as com chuva a várias temperaturas em condições sem oxigénio.

A experiência revelou que estas misturas criaram quantidades grandes de chuva oxigenada e, porquê consequência, há o potencial de também ter surgido oxigénio. E mais, a temperatura a que a chuva oxigenada se forma coincide com as temperaturas mais favoráveis ao desenvolvimento dos hipertermófilos — micróbios que gostam de calor.

“Esta pesquisa mostra que os defeitos nas rochas e minerais esmagados podem comportar-se muito distintamente em relação a porquê que se esperaria que superfícies minerais mais ‘perfeitas’ reagissem. Tudo o que estas reações mecanoquímicas precisam para se gerar chuva oxigenada, e consequentemente oxigénio, é chuva, rochas esmagadas e altas temperaturas — fatores que estavam todos presentes no início da Terreno”, explica Jon Telling, quinhoeiro do estudo.

  ZAP //

Deixe um comentário