NASA confirma sucesso da missão de resguardo planetária DART

0
4044

NASA / Johns Hopkins University Applied Physics Laboratory

Representação artística da nave espacial DART a aproximar-se de Dimorphos

A NASA confirmou esta terça-feira que o satélite conseguiu modificar a trajetória do asteroide, pela primeira vez, empurrando-o para fora da sua trajectória.

A missão DART da NASA conseguiu, pela primeira vez, modificar a trajetória do asteroide Dimorphos e empurrá-lo para fora da sua trajectória originário.

A informação foi confirmada pela sucursal norte-americana esta terça feira que, em expedido, salienta que levante caso “marca a primeira vez que a humanidade altera deliberadamente a rota de um objeto sideral e é a primeira prova em grande graduação da tecnologia de meandro de asteroides”.

“Todos temos a responsabilidade de proteger o nosso planeta de origem. Enfim, é o único que temos”, notou Bill Nelson, gestor da NASA.

Esta missão mostra que a NASA está a tentar preparar-se para qualquer coisa que o universo nos traga. Na NASA temos demonstrado que levamos a sério o nosso papel uma vez que defensores do planeta. Leste é um momento decisivo para a resguardo do planeta e para toda a humanidade, o que demonstra o compromisso da equipa excecional da NASA e dos seus membros de todo o mundo”, acrescentou Nelson.

O sucesso da missão da NASA vai permitir aos astrónomos “estimar melhor se uma missão uma vez que a de DART poderia ser utilizada no horizonte para proteger a Terreno de uma colisão com um asteroide”, explicou Lori Glaze, diretora da Repartição de Ciências Planetárias da NASA, citada pelo Observador.

A colisão entre o satélite e o asteroide aconteceu a 26 de setembro deste ano e, desde logo, “o astrónomos têm estado a utilizar telescópios terrestres para saber há quanto tempo mudou essa trajectória”.

A confirmação de sucesso surgiu esta terça-feira, com uma margem de erro de, aproximadamente, dois minutos. É logo provável expressar que a trajectória do asteroide Dimorphos foi reduzida de 11 horas e 55 minutos para 11 horas e 23 minutos.

  ZAP //

Deixe um comentário