Neandertais não foram extintos pela guerra. Foi pelo sexo

0
8139

Mihin89 / Deviant Art

“Caçadores de mamutes” por Mihin89

Uma novidade teoria sugere que os neandertais não foram extintos pela guerra com os Homo sapiens, mas sim devido ao intercepção entre as duas espécies.

Os neandertais foram uma espécie prima extinta com o qual o varão moderno conviveu. Acredita-se que se tenham extinguido há 28 milénio anos. Até agora, os especialistas sugeriam que a sua extinção estava associada a uma guerra entre neandertais e Homo sapiens.

A guerra entre Homo sapiens e neandertais terá durado mais de 100 milénio anos, segundo evidências científicas de Nicholas Longrich, da Universidade de Bath. Depois tantos anos de guerras, alguma coisa terá mudado e a tecnologia dos Homo sapiens destacou-se, mudando completamente a guerra entre ambos e resultando na extinção da espécie prima.

Um novo item publicado recentemente na revista PalaeoAnthropology levantou a possibilidade de que a reprodução cruzada com os nossos avós poderá ter resultado no intercepção de alguns neandertais uns com os outros, levando à sua extinção.

“O nosso conhecimento da interação entre Homo sapiens e neandertais ficou mais multíplice nos últimos anos, mas ainda é vasqueiro ver discussão científica de uma vez que o intercepção entre os grupos aconteceu”, disse Chris Stringer, coautor do estudo juntamente com Lucile Crété, em enviado.

“Propomos que esse comportamento poderá ter levado à extinção dos neandertais se eles estivessem a reproduzir-se regularmente com o Homo sapiens, o que poderia ter erodido a sua população até que desaparecessem”, lê-se ainda no enviado.

Dados genéticos sugerem que as duas espécies encontraram-se pela primeira vez quando o Homo sapiens começou a viajar para fora de África, há murado de 250.000 anos.

“Sem saber exatamente uma vez que é que os neandertais se pareciam ou se comportavam, só podemos especular o que o Homo sapiens terá pensado dos seus parentes”, disse Stringer. “As diferenças linguísticas provavelmente terão sido maiores do que conseguimos imaginar, dada a profundidade do tempo da separação, e teriam sido muito maiores do que aquelas entre quaisquer línguas modernas”.

Curiosamente, a notícia entre ambos poderá ter sido feita através de subtis sinais com as sobrancelhas. Embora a notícia fosse limitada, os encontros entre as duas espécies levaram à reprodução sexual. Os cientistas não sabem ao visível uma vez que, escreve o Interesting Engineering.

Uma invenção interessante é a falta de ADN mitocondrial, que é herdado através das fêmeas, apontando para a evidência de que somente os neandertais machos e as Homo sapiens fêmeas poderiam copular.

“Não sabemos se o aparente fluxo genético unidirecional é porque simplesmente não estava a intercorrer, que a reprodução estava a intercorrer, mas não teve sucesso, ou se os genomas neandertais que temos não são representativos. À medida que mais genomas neandertais são sequenciados, devemos ser capazes de ver se qualquer ADN nuclear do Homo sapiens foi pretérito para os neandertais e provar se essa teoria é precisa ou não”, acrescentou Stringer.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe um comentário