Novidade hipótese explica uma vez que a material negra “fala” com a material regular

0
1758

Cassiopeia Project

A bizarra material negra é invisível – somente sabemos que existe porque “prega” a luz

Um novo estudo sugere que a material usa a seriedade para “falar” com a material regular através de um processo chamado “acoplamento não-mínimo”.

O que é a material negra? Ainda não sabemos ao manifesto, aliás, nem temos provas da sua existência, apesar desta ter de viver para os nossos modelos actuais do Universo fazerem sentido.

Mas estas incertezas não impedem os cientistas de especular. Um novo estudo publicado na The Astrophysical Journal propõe hipóteses sobre uma vez que a material negra “fala” com a material normal através da seriedade, um processo a que os cientistas chamam “acoplamento não-mínimo“.

A teoria mais difundida é de que a material negra é composta por enormes partículas frias que interagem pouco que os físicos procuram há décadas, mas ainda não encontraram, relata o Science Alert.

Há ainda várias questões em torno da material negra, uma vez que o problema do halo concentrado, em que a densidade inferida da material negra nas galáxias não corresponde com as simulações de N-corpos.

Estas simulações sugerem que a estrutura e movimento das galáxias com pouca material explica-se pela concentração da material negra nas extremidades da galáxia. No entanto, as observações mostram que a maioria das galáxias anãs concentram a material negra no meio.

No novo estudo, os cientistas acreditam que oriente dilema é resolvido se a material negra tiver um acoplamento não-mínimo com a seriedade. Esta hipótese responde ainda a outro problema — a aceleração centrípeta.

O acoplamento não-mínimo significa que a material negra é diretamente acoplada à inflexão no espaço-tempo sabido uma vez que tensor de Einstein. Se a hipótese se verificar, significa que a material negra interage com o espaço-tempo de uma forma dissemelhante da material regular.

“Introduzir oriente acoplamento pode reter o sucesso da material negra fria em grandes escalas cosmológicas enquanto melhora o seu comportamento nos sistemas galácticos”, escrevem os autores.

Apesar desta hipótese responder a muitas das questões que persistem em torno da material negra, os cientistas lembram que são precisas mais pesquisas. “Mais estudos vão ser feitos para explorar as implicações interessantes desta novidade propriedade proposta da material negra. O porvir da material negra parece luminoso“, rematam.

  ZAP //

Deixe um comentário