Ómega 3 vegetal tem um mercê que desconhecíamos

0
6742

Tyrrell Fitness And Nutrition / Unsplash

O ácido ómega 3 de origem vegetal também é vantajoso para as pessoas com insuficiência cardíaca, indica um estudo de investigadores espanhóis publicado numa revista científica norte-americana sobre Cardiologia.

Os efeitos benéficos para o coração dos ácidos gordos ómega 3 são conhecidos, mas a maioria dos estudos centrou-se nos provenientes do peixe.

No caso do estudo divulgado no Journal of the American College of Cardiology, foi analisada a versão daquele ácido que se encontra em vitualhas de origem vegetal, uma vez que óleo de linhaça, quinoa, nozes, espinafres, brócolos e cogumelos.

Os investigadores do Hospital Germans Trias i Pujol e do Instituto de Investigação Médica Hospital do Mar, na Catalunha, analisaram amostras de sangue de 902 pacientes com insuficiência cardíaca, seguidos durante três anos, constatando que níveis mais altos de ómega 3 vegetal reduziam o risco de se ser hospitalizado e de morrer.

Segundo a filial noticiosa espanhola EFE, o estudo revela que as pessoas com níveis baixos do ácido e que sofrem daquela doença têm maior risco (quase 40%) de serem hospitalizadas e de morrer.

A insuficiência cardíaca vai piorando gradualmente, podendo ser controlada com medicação, assim uma vez que com uma dieta adequada.

Para Antoni Bayés-Genís, diretor galeno do Instituto do Coração do Hospital Germans Trias e coinvestigador principal do estudo, a relevância deste “é fornecer evidências sobre um fator modificável do estilo de vida, o dietético, que está relacionado com uma menor mortalidade e premência de recepção hospitalar no contexto de insuficiência cardíaca”.

“Oriente é um primeiro passo para fornecer aos cardiologistas uma novidade estratégia, segura, barata e conseguível, que permite melhorar a qualidade de vida” daqueles doentes, adiantou Bayés-Genís, citado pela EFE.

Deixe um comentário