Peixe encontrado nos Açores é o maior do mundo

0
4606

(dr) Atlantic Naturalist

Peixe-lua gigante encontrado nos Açores.

Um peixe-lua gigante com 2.744 quilos encontrado no ano pretérito nos Açores foi agora considerado o maior do mundo. Tinha 3,25 metros de comprimento e 3,6 metros de fundura.

Um peixe-lua gigante foi encontrado já sem vida à ingresso do porto da Horto, nos Açores, em dezembro do ano pretérito. Na fundura já se suspeitava que, pelas suas dimensões, pudesse ser o maior do mundo. A confirmação chegou agora, com um estudo publicado na Journal of Fish Biology.

O espécime encontrado tinha 3,25 metros de comprimento, 3,6 metros de fundura e pesava 2.744 quilos. O anterior recordista era um peixe-lua gigante com 2,4 toneladas, encontrado no Japão, em 1996.

O peixe foi retraído pelas autoridades açorianas, cujos trabalhos foram acompanhados por investigadores da Associação de Naturalistas do Atlântico e da Universidade dos Açores, escreve a CNN Portugal. São conhecidas três espécies deste peixe de águas profundas.

“Nós recolhemos os dados com todo o rigor científico e apresentamos os nossos dados a uma revista científica, que os validou, inclusive a calibração da balança. E, perante as provas documentais que mostramos, eles aceitaram o cláusula para publicação. Uma vez que tal, está validado por investigadores e pela revista científica”, disse José Nuno Pereira, da Associação Naturalistas do Atlântico, à RTP Açores.

As causas da morte não foram determinadas, embora um incisão na cabeça sugira que poderá ter colidido com alguma embarcação. Não foram encontrados plásticos ou outros elementos prejudiciais no estômago do peixe.

“Estas descobertas melhoram a nossa compreensão sobre a biologia desta espécie e o papel dos animais que se alimentam de seres gelatinosos. Revelam ainda que o oceano continua saudável para sustentar os maiores animais do planeta, mas chamam a atenção para os riscos que estes correm e a premência de mais medidas de conservação”, sublinham os responsáveis da Associação de Naturalistas do Atlântico.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe um comentário