Permanecer acordado até mais tarde aumenta risco de diabetes

0
3322

(dr) Matthew T Rader

Os indivíduos que ficam acordados até mais tarde correm um maior risco de desenvolver diabetes tipo 2 e doenças cardíacas, revelou um novo estudo.

Nesta novidade investigação, cujos resultados foram publicados recentemente na Experimental Physiology, participaram 51 pessoas, com tapume de 50 anos e um estilo de vida sedentário, divididas em dois grupos: as que se deitavam cedo e as que se deitavam tarde. Não tinham doenças mas apresentavam sintomas porquê tensão arterial elevada, glucose elevada em jejum ou aumento da periferia da cintura.

Os participantes foram acompanhados durante uma semana para ordenar o seu nível de atividade física, período posteriormente o qual realizaram testes metabólicos.

Os resultados revelaram que as pessoas “diurnas” eram mais sensíveis à insulina e tinham melhores resultados na utilização da gordura para produzir vontade. Em contraste, as pessoas “noturnas” dependiam mais do processamento de hidratos de carbono para obter vontade e apresentavam sinais de resistência à insulina.

“As diferenças no metabolismo da gordura entre” os dois grupos “mostra que o ritmo circadiano do nosso corpo pode afetar a forma porquê os nossos organismos utilizam a insulina”, disse Steven Malin, investigador da Universidade de Rutgers, nos Estados Unidos (EUA), e um dos autores do estudo.

“Uma capacidade sensível ou prejudicada de responder à insulina tem grandes implicações para a nossa saúde”, acrescentou. A equipa concluiu que as diferenças metabólicas podem tornar as pessoas “noturnas” mais suscetíveis às doenças cardiovasculares e à diabetes tipo 2.

No entanto, existem algumas advertências relativamente às conclusões. O comitiva da atividade física anterior aos testes metabólicas mostraram que as pessoas “diurnas” eram mais ativas do que as “noturnas”.

Nesse sentido, serão as diferenças metabólicas entre os dois grupos um revérbero de diferenças na atividade física? Ou será a atividade física mais benéfica a nível metabólico quando realizada de manhã?

“É necessária mais investigação para ordenar a relação entre o cronotipo [sincronização do ritmo circadiano], o manobra e a adaptação metabólica para identificar se o manobra físico realizado mais cedo tem maiores benefícios para a saúde”, observou Steven Malin.

  ZAP //

Deixe um comentário