Podemos mesmo morrer de tristeza (e de felicidade também)

0
355

A morte por coração partido era exclusivamente uma figura de estilo até 2002, quando Hikaru Sato, do Hospital de Hiroshima, a descreveu num estudo.

Hikaru Sato e os restantes investigadores do Hospital de Hiroshima chamaram à requisito cardiomiopatia takotsubo — depois passou a “síndrome do coração partido”.

Mais recentemente, os cientistas descobriram que também se pode morrer de um excesso de felicidade. E é a mesma requisito: a cardiomiopatia takotsubo. Naturalmente, está a ser chamada “síndrome do coração feliz“.

Portanto o que é a cardiomiopatia de takotsubo — ou síndrome de takotsubo — porquê também é conhecida? E porque é que algumas pessoas morrem dela?

Em primeiro lugar, é de salientar que a cardiomiopatia takotsubo raramente é infalível. Tal porquê com outras cardiomiopatias (doença do músculo cardíaco), a maioria das pessoas recupera dentro de alguns meses sem lesões cardíacas a longo prazo.

É assim chamada porque as pessoas com a doença têm um ventrículo esquerdo com uma forma irregular — a principal câmara de bombeamento no coração.

Sato pensou que o formato se assemelhava aos vasos de cerâmica utilizados para recolher polvos — takotsubo—, daí o nome. Esta deformação enfraquece o músculo cardíaco, afetando a sua capacidade de bombear sangue eficazmente.

Mais casos ou mais consciencialização?

Um estudo com murado de 135.000 pessoas nos EUA descobriu que o número de pessoas diagnosticadas com esta requisito aumentou ao longo dos 11 anos em que o estudo foi realizado (2006-2017). É mais generalidade nas mulheres (88%) e visto mais frequentemente em pessoas com 50 anos ou mais.

Os médicos devem estar a encontrar mais casos agora porque existe uma maior consciência da requisito — as pessoas vivem mais tempo e existem melhores ferramentas de diagnóstico para a detetar.

Até há pouco tempo, levante síndrome de “coração partido” estava associada a stress emocional ou físico significativo. O mecanismo através do qual o stress pretexto a mudança no formato do coração e os sintomas consequentes — dor no peito e falta de ar — ainda não é percebido

Os médicos notaram alterações prejudiciais semelhantes no coração de pessoas com doenças, tais porquê feocromocitoma (um tumor vasqueiro nas glândulas supra-renais) e distúrbios do sistema nervoso meão.

Nestas condições, existe um excesso de catecolaminas, que são hormonas, tais porquê a adrenalina, noradrenalina e dopamina, produzidas pelas glândulas supra-renais. Isto dá uma pista do verosímil papel destas hormonas na cardiomiopatia takotsubo.

O papel destas hormonas na síndrome do coração partido foi ainda mais cimentado pelo mesmo formato do ventrículo esquerdo do coração a ser testemunhado em doentes tratados com estas catecolaminas, enquanto submetidos a rinoplastia estética (“plástica do nariz”).

Em situações stressantes, estas catecolaminas são aumentadas e afetam o corpo, particularmente o coração, onde estão envolvidos no aumento do ritmo cardíaco e na força do batimento cardíaco.

Nascente efeito em situações stressantes não é uma surpresa — o corpo e a mente entram muitas vezes em modo de luta ou voo, o que desencadeia a libertação destas catecolaminas.

Eventos stressantes que podem desencadear a síndrome de takotsubo incluem receber más notícias, a perda de um ente querido, violência doméstica, um acidente de carruagem e até mesmo falar em público.

Mais recentemente, investigadores na Alemanha descreveram doentes com síndrome de takotsubo desencadeados por acontecimentos felizes, tais porquê um conúbio, o promanação de netos e a conquista do euromilhões.

Dos 910 pacientes do estudo que tiveram um desencadeamento emocional para a síndrome de takotsubo, 37 tinham síndrome do coração feliz e 873 tinham síndrome do coração partido. Ao contrário da síndrome do coração partido, que afeta mais as mulheres, a síndrome do coração feliz foi observada sobretudo nos homens.

Os investigadores descobriram que as mortes e complicações da síndrome do coração feliz e do coração partido são mais ou menos as mesmas, ou seja, raras.

Portanto, não se preocupe em permanecer emocionado com os grandes acontecimentos da vida. É muito pouco provável que o matem. Mas se sentir dor ou pressão no peito, procure sempre ajuda médica.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.