Teste pré-natal não invasivo e “sem risco” para mãe e recém-nascido, no Porto

0
6237

docorcomunica / Flickr

Preciso na detecção de anomalias mais comuns, resultado do novo teste é sabido em somente cinco dias úteis.

As mulheres grávidas poderão realizar um novo teste pré-natal, apresentado porquê não invasivo e sem risco para mãe e recém-nascido.

O novo teste CentoNIPT pode ser realizado na OPFC – Clinica Médica do Porto, que tem parceria com a CENTOGENE.

O seu resultado é sabido no prazo de somente cinco dias úteis.

Nascente teste genético pré-natal é altamente preciso na detecção de anomalias cromossómicas fetais mais comuns porquê a Trissomia do cromossoma 21, 18, 13, além da identificação fetal.

O teste pode ser realizado a partir da 10.ª semana de gravidez e apresenta-se porquê “100% seguro”, quando comparado com os actuais métodos invasivos.

Para realizar o inspecção, só é necessário extrair uma única exemplar (9 mililitros) de sangue materno.

A inovação “combina a mais recente tecnologia de estudo de ADN fetal” e é “dotada da mais moderna tecnologia de estudo genética”, informa a clínica.

Os estudos realizados demonstram que, em casos de Trissomia 21, 18 e 13, a sensibilidade e a especificidade foram superiores a 99,9%, logo a partir da 10.ª semana de gravidez.

Nascente tipo de inspecção de triagem pré-natal não invasivo permite a redução de murado de 90% das amniocenteses desnecessárias.

O teste é aconselhado a grávidas com mais de 35 anos de idade, com suspeitas de síndrome cromossómica, histórico familiar associado a aneuploidias cromossómicas específicas, mulheres que tiveram gestações anteriores com problemas genéticos ou mulheres que desejem completar o rastreio do primeiro trimestre e descartar as possíveis alterações cromossómicas mais comuns.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

Deixe um comentário