Um dos maiores problemas matemáticos de sempre pode ter sido resolvido

0
4569

Yitang Zhang acredita ter resolvido a lance dos zeros de Landau–Siege, um dos maiores problemas matemáticos de sempre.

Embora se saiba há milénios que existem infinitos números primos, não há porquê prever se um determinado número será primo — somente a verosimilhança de que seja, oferecido o seu tamanho, explica a Scientific American.

Zhang, da Universidade da Califórnia, publicou a sua proposta da solução para o problema, numa longa pré-publicação com 111 páginas. O cláusula científico está disponível no portal arXiv.

O cláusula ainda não foi validado por pares neste momento, e o próprio Zhang ainda não explicou o propósito ou mesmo o significado do seu cláusula, escreve o Phys. O cláusula não cumpre o formato tradicional. Não há introdução ou resumo, ou mesmo qualquer tipo de explicação do seu teor.

“Quanto à conjetura dos zeros de Landau-Siegel, não pensei em desistir”, escreveu Zhang no site chinês Zhihu. “Quanto ao meu porvir, não vou desistir destes problemas matemáticos”.

O problema é semelhante à hipótese de Riemann, que Giuseppe Mussardo, professor de Física Teórica no SISSA, e Andrè Leclair, da Universidade de Cornell, acreditam ter resolvido no ano pretérito.

Outros, incluindo o próprio matemático chinês, tentaram oferecer uma resposta para o problema e falharam. Em 2007, Zhang publicou uma pré-impressão sobre a conjetura de Landau-Siegel, mas os seus pares encontraram problemas na sua proposta.

Yitang Zhang ganhou nome no seio da comunidade científica em 2013, quando resolveu um outro problema centenário relacionado com números primos. Zhang mostrou que existe um número infinito de pares de números primos separados por menos de 70 milhões de unidades sem depender de conjeturas não comprovadas.

Numa notícia publicada na conceituada revista Science, a jornalista Maggie McKee explica que, embora 70 milhões possa parecer um número muito grande, a existência de qualquer limite finito, não importa quão grande seja, significa que as lacunas entre números consecutivos não continuam crescendo para sempre.

Aquilo que o matemático alega ter provado agora é uma versão light da conjetura dos zeros de Landau-Siegel. Apesar disso, a confirmar-se, terá consequência semelhantes no que toca à distribuição de números primos.

  ZAP //

Deixe um comentário