Viagra pode ser uma opção “barata e segura” para tratar doenças pulmonares crónicas

0
5372

matsuyuki / Flickr

O sildenafil, mais divulgado porquê Viagra, além de tratar a disfunção erétil, pode também ser usado para tratamento de doenças pulmonares que têm, muitas vezes, um fraco prognóstico.

A sildenafila inibe uma enzima designada por fosfodiesterase. Através de uma via complexa que envolve outras moléculas, a sildenafila ajuda a suavizar os músculos, levando os vasos sanguíneos a dilatarem – efeito divulgado porquê vasodilatação, que resulta num maior fluxo sanguíneo para os órgãos.

A vasodilatação causada pela sildenafila pode ser benéfica em doenças pulmonares porquê a hipertensão arterial pulmonar (HAP) ou a fibrose pulmonar idiopática (FDI), condições que causam progressiva falta de ar e tosse crónica.

A HAP é uma doença rara, que afeta uma pessoa por milhão, e que desculpa dificuldade respiratória e tensão cardíaca devido à pressão elevada nas artérias do pulmão. A FDI é mais generalidade, com duas a 29 pessoas em cada 100 milénio pessoas a desenvolver a doença anualmente. Ambas as condições são crónicas e agravam com o tempo.

De conformidade com o Interesting Engineering, a utilização do sildenafil em doentes com HAP é conhecida, eficiente e aprovada no Canadá. Eleito por Revatio – ao invés de Viagra -, o medicamento é utilizado três vezes por dia, em doses menores.

Neste estudo recente, a equipa sintetizou as evidências de múltiplos tratamentos de HAP e comparou as combinações de sildenafil e outros medicamentos da mesma classe – porquê o tadalafil (Cialis) ou o vardenafil (Levitra) – com fármacos normalmente utilizados para tratar a doença.

Os resultados mostraram que o tratamento com sildenafil reduziu em 12,7% o número de eventos clínicos graves – porquê a progressão da doença ou a hospitalização. Também a capacidade de treino físico melhorou.

De conformidade com o grupo, existem até à data unicamente quatro ensaios controlados sobre a utilização de sildenafil na FDI. As mais recentes diretrizes da European Respiratory Society / American Thoracic Society não recomendam a sua utilização para tratamento da doença devido à falta de dados.

Mas, num estudo recente, o treprostinil – que atua de forma semelhante à sildenafila – mostrou ser promissor em doentes com doença pulmonar intersticial combinada (que engloba a FDI) e hipertensão pulmonar.

De conformidade com os investigadores, desenvolver medicamentos para tratar a HAP e a IPF tem um dispêndio bastante proeminente. Por outro lado, há também as preocupações quanto à segurança com novos medicamentos. Visto que o Viagra é amplamente utilizado, os efeitos secundários são conhecidos na comunidade médica.

Sabe-se que o sildenafil desculpa tensão arterial baixa e deve ser evitado em pessoas suscetíveis à hipotensão ou à toma de medicamentos específicos para a tensão arterial elevada. Outros efeitos secundários incluem a ruborização, dores de cabeça e alterações da visão.

De conformidade com a equipa, embora a sildenafila possa não ser a pílula mágica para todas as doenças pulmonares, tem potencial para tratar condições que vão além da disfunção erétil.

  ZAP //

Deixe um comentário